INAC REPORTA CASOS DE VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA NO PERÍODO DE 24 A 30 DE JULHO DE 2022

No período de 24 a 30 de julho, o instituto nacional da criança-inac, através do serviço de denúncia sos – criança, que atende pelo terminal telefónico 15015, recepcionou um total de 323 (trezentos e vinte e três) denúncias de violência contra a criança em todo o país, onde destacam-se as províncias do bengo, bié, uíge, huambo, malanje e luanda com maiores índices de violência.

Por: Instituto Nacional da Criança

Capital: luanda - No período de 24 a 30 de julho, o instituto nacional da criança-inac, através do serviço de denúncia sos – criança, que atende pelo terminal telefónico 15015, recepcionou um total de 323 (trezentos e vinte e três) denúncias de violência contra a criança em todo o país, onde destacam-se as províncias do bengo, bié, uíge, huambo, malanje e luanda com maiores índices de violência. dos casos recepcionados, 176 são de violência física/ psicológica, 91 de fuga á paternidade/disputa da guarda e 5 de abuso sexual. 1. na província de luanda, município de luanda, recepcionamos uma denuncia de abuso sexual em a vítima é uma criança, criança de 15 anos de idade, foi abusada por três cidadãos com idades compreendidas entre 28 e 32 anos, os mesmos levaram a criança ao morro da fortaleza e la consumaram o ato, o caso já é do domínio do comando municipal da polícia nacional e a criança está a receber acompanhamento psicossocial pelo do instituto nacional da criança. 2. ainda no município de luanda, recepcionamos uma denúncia de abuso sexual cujas vítimas são várias crianças com idades compreendidas entre13 a 17 anos de idade, o abuso sexual tem sido praticado por um cidadão adulto, que actua aliciando as crianças á sua residência. o caso foi encaminhado á comissão administrativa de luanda e para o comando municipal da polícia nacional. 3. novamente no município de luanda, recepcionamos uma denúncia de violência física cuja vítima é uma criança de 14 anos de idade, tem sido agredia pelo pai utilizando facas e catanas provocando assim ferimentos graves a vítima. de a cordo com a denúncia foi feito a participação na polícia, pelo que o agressor aguardar pela notificação do ministério publico. o caso foi encaminhado para o serviço provincial do inac de luanda para se fazer um acompanhamento psicossocial. 4. no município do cazenga recepcionamos uma denuncia de abuso sexual cujas vitimas foram três crianças com idades compreendidas entre 12 e 15 anos, de acordo com a denuncia, as crianças foram mantidas em cativeiro por 6 dias em uma residência por dois indivíduos de 18 e 19 anos de idade depois de um trabalho aturado as crianças foram resgatadas e em entregues nas suas respetivas famílias, os abusadores foram detidos pela direcção de investigação e ilícitos penais e o inac garante o acompanhamento psicológico as crianças. 5. no município de talatona, recepcionamos uma denúncia de abuso sexual que resultou em gravidez, cuja vítima é uma criança de 14 anos de idade, o abuso foi praticado pelo tio com quem vivia, o caso foi encaminhado para o comando municipal da polícia nacional, o abusador encontra-se detido e a vítima está ser acompanhada pelo instituto nacional da criança e pela direcção municipal da acção social, estando provisoriamente acolhida em um dos centros de luanda. 6. novamente no município de talatona, recepcionamos uma denúncia que faz referência do abandono de duas crianças de 6 e 9 anos de idade em uma obra de acordo com a denúncia, presumivelmente terão sido abandonadas pela própria mãe. o caso foi encaminhado para a direcção municipal da acção social. 7. no município de viana, recepcionamos uma denúncia fazendo referencia várias crianças com idades compreendidas entre 13 a 14 anos de idade, são instrumentalizadas por cidadãos adultos, as mesmas passam o dia a consumir bebidas alcoólicas e são abusadas atos sexuais. o caso foi encaminhado para a direcção municipal da acção social e para o comando municipal da polícia nacional. 8. por outro lado o inac aconselha as famílias sobre tudo as do interior a evitar que as crianças sejam levadas por outras pessoas para luanda ou outras províncias, com pretexto de estudarem e ter uma vida melhor. 9. perante uma situação de abuso ou agressão contra a criança é ser conivente, denuncie todos os actos de violência contra a criança, ligando para o 15015, anónima, gratuita e confidencial, ou a cesse ao site portaldacriança.gov.ao

  • 94
  • 01 de Ago
  • INAC

Notícias Recentes

Denúncias de violência contra a criança em todo o país

No período 1 a 7 de janeiro de 2023, o inac, através da linha de denúncia 15015 sos - cria... - Sociedade

Conheça os direitos da criança

"a criança que, temporário ou definitivamente, estiver privada do seu ambiente familiar te... - Sociedade

Denúncias de violência contra a criança em todo o país

No período 26 a 31 de dezembro de 2022, o inac, através da linha de denúncia 15015 sos - c... - Sociedade